10 de junho de 2009

História de Vitória


Vista do centro da cidade antes dos aterros. Observa-se os cais por onde o café do interior chegava, as casas comerciais de café de frente para a baía e a ausência de prédios altos. Observa-se, em primeiro plano, um braço de mar que ia até a região da Prainha, onde hoje está a praça Costa Pereira.

Vitória é a capital do estado do Espírito Santo, e uma das três ilhas-capitais do Brasil (as outras são Florianópolis e São Luís).

Está localizada na Região Sudeste. Vitória limita-se ao norte com o município da Serra, ao sul com Vila Velha, a leste com o Oceano Atlântico e a oeste com Cariacica.

Com uma população de 317.817 habitantes, segundo estimativas de 2008 do IBGE, a cidade é a quarta mais populosa do estado (atrás dos municípios limítrofes de sua região metropolitana: Vila Velha, Serra e Cariacica) e integra uma área geográfica de grande nível de urbanização denominada Região Metropolitana da Grande Vitória, compreendida pelos municípios de Vitória, Cariacica, Fundão, Guarapari, Serra, Viana e Vila Velha.

Entre as capitais do Brasil, Vitória possui o 3° melhor IDH e o maior PIB per capita.

Vitória possui dois grandes portos, o porto de vitória e o Porto de Tubarão. Esses portos fazem parte do maior complexo portuário do Brasil, que inclui vários portos do estado, e são considerados os melhores (em qualidade) do Brasil.

História

Vitória surgiu devido aos constantes ataques indígenas, franceses e holandeses à Vila Velha, que era a capital da capitania do Espírito Santo. Os portugueses decidiram então mudar a capital e então resolveram escolher uma ilha próxima ao continente, a Ilha de Guanaaní, como chamavam os índios. A vila nova do Espírito Santo, como era denominada, foi fundada a 8 de Setembro de 1551, posteriormente denominada como Vitória, em memória da vitória em uma grande batalha comandada pelo donatário da capitania, Vasco Fernandes Coutinho, contra os Goitacases.

Até o século passado, os limites da capital capixaba eram o atual Forte de São João, onde atualmente está localizado o Clube de Regatas Saldanha da Gama, próximo ao centro da cidade, e também o morro onde funciona o atual hospital da Santa Casa de Misericórdia, no bairro Vila Rubim. A cidade foi sendo construída nas partes altas o que deu origem a diversas ruas estreitas. A parte de baixo foi sujeita a ataques e devido a isso foram construídos vários fortes à beira do mar.

Em 24 de Fevereiro de 1823 (17 de Março de 1829 ?) a vila de Vitória foi elevada a cidade, mas seu isolamento insular evitava seu desenvolvimento. A partir do ano de 1894 com o ciclo do café, iniciaram-se na ilha diversos aterros nas partes baixas da cidade, alterando a forma da ilha e modernizando-a. Foram construídas após disso diversos bairros, escadarias e foram derrubados casarões. Além disso foi melhorado o saneamento.

Em 1941 surgiu o primeiro cais na capital e em 1927 a ponte que ligou a ilha ao continente. O porto se desenvolveu.

Em 1949 foram feitos mais aterros e foram construídas amplas avenidas. Depois dessas várias mudanças a cidade tornou-se o maior centro do Espírito Santo.

Em 1970 o Porto de Vitória se tornou um dos mais importantes do país, e a capital começou a se industrializar. A modernização da ilha gerou o desaparecimento de quase todos os vestígios da Colônia e do Império na ilha.

Praias

A capital capixaba conta com diversas praias, as quais não se apresentam tão extensas em razão do tamanho da ilha. Entre as mais conhecidas está a praia de Camburi, na parte continental da cidade. Com seis quilômetros de extensão, é a maior praia de Vitória, sendo totalmente urbanizada e a mais freqüentada pelos turistas.

Economia

A economia de Vitória é voltada para as atividades portuárias, ao comércio ativo, a indústria, a prestação de serviços e também ao turismo de negócios. A capital capixaba conta com dois portos que são dos mais importantes do país: O Porto de Vitória e o Porto de Tubarão. As indústrias mais importantes da capital são a ArcelorMittal Tubarão (antiga CST) e a Companhia Vale do Rio Doce (CVRD), esses portos, junto com vários outros do estado, formam o maior complexo portuário do Brasil.

Comércio

O principal shopping center de Vitória é o Shopping Vitória, que conta com 420 lojas, sendo o maior do estado. Há também o Shopping Norte Sul, com 99 lojas, o Shopping Centro da Praia,o Shopping Boulevard, entre outros.

Turismo

Fundada em 1551, a cidade de Vitória preserva ainda várias formas arquitetônicas da época. São casarios, igrejas, palácios e escadarias, estando em sua quase totalidade no centro da cidade.

Palácio Anchieta: construído pelos Jesuítas no século XVI, o Palácio Anchieta abriga desde o século XVIII a sede do Governo Estadual. De frente para o mar, com vista para o Porto de Vitória, a construção guarda o túmulo do padre jesuíta José de Anchieta, e é uma das sedes de governo mais antigas do Brasil.

Ilha das Caieiras: teve origem com o primeiro donatário da capitania do Espírito Santo, Vasco Fernandes Coutinho, durante a colonização do estado.

Penedo de Vitória: medindo 136 metros de altura, esta montanha-ilha é o símbolo máximo da baía de Vitória.

Escadaria Maria Ortiz: inaugurada em 1824, a escadaria foi construída na antiga Ladeira do Pelourinho, ligando a Cidade Alta à Baixa.

Forte São João: edificado no século XVII, com o objetivo de se defender contra invasores franceses, holandeses, espanhóis e navios pirata.

Catedral de Vitória: sua construção foi iniciada na década de 1920. A catedral é um símbolo da arquitetura histórica da ilha.

Teatro Carlos Gomes: construído na década de 1920, é um importante imóvel cultural e artístico.

Casarios antigos de Vitória.

Escadarias de Vitória: a cidade conta com belas escadarias, entre as quais, a Escadaria Bárbara Lindemberg, que foi construída no século XX, e localiza-se em frente ao Palácio Anchieta.

Capela de Santa Luzia: erguida no século XVI, é a construção mais antiga da cidade.

Igreja do Rosário: tombada pelo patrimônio histórico, foi erguida no século XVIII.

Pier de Iemanjá: localizado na praia de Camburi, é um importante ponto turístico de Vitória.

Orla da Praia do Canto.

Santuário de Santo Antônio: construído na década de 1960 pelos padres pavonianos, é uma das edificações católicas de maior destaque da cidade.

Porto de Vitória: é o principal terminal de transporte marítimo da cidade.

Praça do Papa.

Parque Moscoso: primeiro parque de Vitória, construído no fim do século XIX, e inaugurado no ano de 1912.

Um comentário:

  1. Vitória também tem seus hoteis, por exenplo um unico hotel 5 estrelas dentro da ilha do boi em vitória.

    ResponderExcluir